PAGAMENTOS POR MBWAY! SAIBA MAIS.
logo planta
nova
Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter

A criança é a semente do amanhã!

Falamos muito sobre sustentabilidade, e isso é ótimo. A inquietação com a crise climática tem entrado cada vez mais no rol de preocupações das pessoas, que felizmente têm buscado adotar um estilo de vida mais saudável, ético e sustentável para contribuir para a preservação ambiental a longo prazo e garantir o equilíbrio entre o suprimento das necessidades humanas de hoje e as do futuro. 

Aprender não tem idade e, especialmente quando se fala do futuro do planeta e das próximas gerações, todo o auxílio é bem-vindo. Logo, seja aos 8 ou aos 80, todas as mudanças em prol de um mundo melhor para viver fazem sentido.

Mas a verdade é que o destino do planeta está nas mãos das nossas crianças. Elas é que serão os cidadãos, governantes e líderes mundiais de amanhã e terão de lidar com os grandes desafios sociais e ambientais e tomar decisões cruciais para a humanidade.

Por isso é imperativo educar desde já as nossas futuras gerações, mostrando que a natureza e as mais diferentes pessoas fazem parte da vida delas. Temos de ensiná-las desde pequenas a racionalizar os recursos e a contribuir com o seu grãozinho de areia na luta contra as mudanças climáticas, desenvolvendo uma mentalidade ecológica firme para enfrentar os atuais desafios ambientais a partir da participação e do compromisso. Temos de ensiná-las que, independentemente das suas diferenças, sua cultura e condição social, todas as pessoas têm assegurado um rol de direitos humanos que visam a tornar a sua existência mais justa e a conferir-lhes qualidade de vida, progresso e felicidade. Só assim criaremos filhos capazes de entender, conviver e respeitar a humanidade e de agir diante das grandes aflições sociais.

A sustentabilidade tem de ser ensinada e vivida desde cedo para que possamos despertar nos nossos miúdos a consciência de cuidados com o meio ambiente e a sociedade dos quais farão parte no futuro. E a educação das novas gerações é responsabilidade de todos: pais, avós, amigos, escolas, Governos… Em nenhum outro tema se aplica tão bem o provérbio africano segundo o qual “é preciso uma aldeia inteira para educar uma criança”.

Com os adolescentes e as crianças um pouco mais velhas podemos partilhar momentos de aprendizado ao conversar abertamente sobre esses temas, indicar livros e vídeos, valorizar as ações e as pessoas que defendem e praticam a preservação ambiental e a responsabilidade social.

Mas é claro que, se queremos falar aos mais pequenos sobre a exploração dos recursos naturais e mostrar como os nossos atos afetam o próximo, não há melhor maneira de o fazer senão de forma prática e lúdica.  

Em primeiro lugar temos de lembrar que os miúdos aprendem seguindo exemplos. Portanto, se queremos que os nossos filhos adotem hábitos sustentáveis, devemos ser os primeiros a colocá-los em ação, para que aprendam ao repeti-los. Ao reduzir o nosso tempo de banho, apagar as luzes ao sair ou pensar com calma nas nossas decisões de compra, estamos a mostrar como se faz e a criar comportamentos naturais e automáticos para toda a sua vida.

E como as crianças também aprendem muito a brincar, a criatividade e a diversão são fortes aliadas na hora de ensinar o essencial.

Por exemplo, para ensinar a importância de dar ao nosso lixo o destino correto, que tal criar em casa uma mini coleta seletiva e usar cada cor de cesto de lixo como pontuação num jogo? Ou decorar a casa com autocolantes que brilham no escuro para que os miúdos se lembrem de apagar a luz e economizar energia? Ou fazer uma corrida do banho e ganha o jogo quem gastou menos tempo no duche ao final do mês? Uma mini oficina de brinquedos reciclados ajuda não apenas na educação ambiental como no desenvolvimento das habilidades físicas e ainda pode render uma boa ação social – a internet proporciona centenas de ideias de DIY.

Também no campo da sustentabilidade económica e social, rotinas especiais de doação de brinquedos e roupas ensinam que dar uma vida mais longa às coisas honra e valoriza os recursos naturais empregados para a sua fabricação e reduz o gasto de mais recursos ainda, além de mostrar que todo objeto tem um valor económico e de ensinar valores como empatia e solidariedade em vez de consumismo. A produção, distribuição e consumo de bens e serviços de forma mais responsável são conceitos que podem ser transmitidos com rotinas simples, nas quais as crianças podem ser chamadas a opinar.

Ao reduzir o consumo de alimentos industrializados e priorizar o consumo de frutas e verduras orgânicas, deixamos de investir em alimentos pouco nutritivos e que normalmente vêm acompanhados de embalagem excessiva. Leve os miúdos a mercados locais para que participem da escolha e aprendam a tomar as melhores decisões.

O mesmo deve ser feito na hora de comprar roupas. Hoje é impossível falar em moda sem abordar a sustentabilidade em todos os seus pilares. Questionar às crianças se aquela compra é mesmo necessária, pedir a sua ajuda para escolher entre as diversas opções disponíveis tendo em conta os seus impactos sociais e ambientais e planejar o destino final daquela peça depois que não servir mais são medidas que ensinam muito e tornam os nossos filhos em consumidores conscientes e responsáveis em todos os sentidos: ambiental, social e também económico. Mas saber não é suficiente: apenas a prática dá sentido a tudo isso e torna palpáveis para os miúdos as consequências das suas decisões de compra.

Crianças que aprendem sobre preservação ambiental tornam-se adultos ambientalmente responsáveis e aptos para protagonizar as mudanças necessárias à saúde do planeta. Crianças que aprendem sobre igualdade, justiça social e generosidade tornam-se adultos emocionalmente mais capazes, socialmente conscientes e solidários. E, além do sucesso na educação para a sustentabilidade, todas essas ações são ainda garantia de muitos momentos de qualidade com os nossos filhos!

Então vamos juntos plantar essa semente! 🌱

Leia mais

Second Hand September – um compromisso de longo prazo

Conheça os impactos ambientais das fibras têxteis mais usadas

ABC DA MODA SUSTENTÁVEL

Options

Wishlist 0
Open wishlist page Continue shopping